Um estágio essencial no atendimento clínico é a prescrição médica. É com esse plano de ação descrito em detalhes, estabelecido pelo médico, que o paciente terá o seu tratamento. Garantindo o bem-estar da sua saúde.

Como em muitos hospitais e consultórios essa prescrição ainda é feita à mão, de modo tradicional, pode levar a erros muito perigosos. Em especial, a famosa “letra de médico” que já virou expressão popular para quem tem a letra feia.

Mas, piadas à parte, a má ortografia pode levar a um não entendimento do paciente e do farmacêutico na hora de obter o remédio. E, em casos mais graves, a erros na dosagem da medicação. O que pode atrasar e até mesmo prejudicar o tratamento.

Para isso a Prescrição Digital surge como uma saída para prevenir essas falhas. De forma simples, moderna e fácil de implementar no atendimento da sua clínica.

O que é uma prescrição digital?

É a versão tecnológica do receituário tradicional usada para orientar o paciente no tratamento de doenças. Com a prescrição digital, é possível padronizar receitas e exibir horários, dias e doses de medicamentos.

O paciente pode recebê-la do médico via SMS, diminuindo de forma considerável o uso de papel em sua clínica. E a assinatura eletrônica torna o procedimento totalmente seguro para o profissional de saúde.

Quais dados devem conter uma prescrição eletrônica?

Basicamente os mesmos que constam no modelo tradicional. Pois são exigências de órgãos responsáveis pela saúde, como o Ministério da Saúde e Conselho Federal de Medicina (CFM). No documento devem constar:

  • Cabeçalho, com nome do médico, clínica, registro profissional e especialidade e seu número de cadastro de pessoa física ou jurídica;
  • Superinscrição, constando nome e endereço do paciente, assim como qualquer informação relevante sobre o uso da medicação;
  • Inscrição, trazendo o nome do remédio, sua forma farmacêutica e concentração;
  • Subinscriçao, com a quantidade do remédio que deve ser fornecida ao paciente;
  • Adinscrição, contendo quaisquer outras orientações do médico;
  • Data e assinatura

Prescrição Digital já é uma realidade no Brasil

Sendo uma obrigatoriedade nos EUA, aqui no país o formato eletrônico começa a ganhar cada vez mais espaço. Mesmo que ainda não haja uma legislação específica que regularize sua prática.

Banner Conclinica teste app

Mas o documento é tido como parte do Prontuário Eletrônico pelo CFM (Conselho Federal de Medicina) que é descrito na Resolução Nº 1.821/2007. Nela são aprovadas o uso de sistemas digitalizados, autorizando a eliminação do papel.

Em outras palavras, mesmo que ainda não haja uma permissão explícita, o uso da prescrição digital não é proibido.

Por que você deve adotar a prescrição digital em sua clínica?

A prescrição digital traz benefícios importantes para o profissional da área de saúde. Dentre os quais:

  • Agilidade nas consultas: o médico passa a ter acesso a um extenso banco de dados de remédios descritos em detalhes, otimizando a agenda médica;
  • Agilidade na prescrição médica: com alguns cliques de mouse ou toques no celular, o médico pode receitar e enviar o tratamento correto ao paciente;
  • Acesso ao histórico: de forma rápida, as informações da prescrição podem ser editadas ou corrigidas, assim evitando erros que levariam o paciente a um tratamento errado.
  • Maior segurança ao médico: usando sua certificação digital o profissional garante a proteção da prescrição digital, evitando fraudes e falsificações.

Isso sem falar no aspecto ambiental. As funcionalidades do formato eletrônico reduz consideravelmente a quantidade de uso do receituário de papel. Com uma atitude prática, simples e econômica, sua clínica age de forma mais sustentável. 

Pacientes também se beneficiam da tecnologia

A novidade também ajuda aqueles que precisam da prescrição médica para seu tratamento. Com o formato digital o paciente ganha em vários aspectos:

  • Economia: com a prescrição digital, o paciente não precisa ir pessoalmente até a clínica pedir uma nova receita em caso de perda. Ele recebe um link via SMS que informa a farmácia mais próxima e mais barata para adquirir seu remédio e começar seu tratamento. Muito mais prático e confortável.
  • Comprar o remédio correto: como o formato da prescrição é digital, a “letra de médico” deixa de ser um problema para paciente na hora de adquirir com farmacêutico o que foi receitado;
  • Melhor compreensão do tratamento: da mesma forma que a compra se torna mais fácil, o paciente também passa a compreender melhor as ordens médicas. Tomando sua medicação nas dosagens e horas corretas, sabendo exatamente o que deve ser feito para seguir com sucesso o seu tratamento.

Conclusão

A prescrição eletrônica só tem a agregar a sua clínica. Melhora a relação médico-paciente, além de aumentar a agilidade e segurança do atendimento. Assim como o entendimento do plano estabelecido para o tratamento. 

Também atua empoderando o paciente, informando-o de todos os passos tomados. Em especial no seu diagnóstico e prescrição médica.

Cada vez mais a tecnologia se torna uma aliada importante do médico. Surgindo para ajudar e diminuir erros, tornando seu atendimento mais simples e preciso.

 

Este post ajudou a tirar suas dúvidas? Conte como substituir o processo tradicional pelo digital pode ajudar sua clínica e seu dia a dia. 

Compartilhe em suas redes sociais