Existem diversos medicamentos indicados para o tratamento das pessoas que passam por consultas médicas. Alguns deles requerem prescrição diferenciada, como os medicamentos controlados, e por isso existe o Receituário de Controle Especial.

Entenda o que ele é e como funciona no artigo.

O que é o Receituário de Controle Especial?

O Receituário de Controle Especial é um tipo de receita médica específica para medicamentos que contenham substâncias ativas presentes em algumas listas de classificação. São estas:

  • listas C1 e C5;
  • adendos das listas A1, A2 e B1.

Sem ele, não é possível que o paciente consiga os remédios indicados em farmácia, drogaria ou laboratório de manipulação, sendo uma exigência da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Como preencher o Receituário de Controle Especial corretamente?

O preenchimento do Receituário de Controle Especial deve seguir passos obrigatórios para garantir que seja feito da maneira correta. Erros na receita impedem que a medicação seja comprada, o que obriga a pessoa a voltar para o hospital ou agendar uma nova consulta, gerando uma jornada do paciente desagradável.

Por isso, é necessário atenção para:

  • letra legível do nome do medicamento e da dosagem;
  • identificação correta do paciente, incluindo seu nome completo e endereço;
  • dados do comprador do medicamento, mesmo que seja o paciente;
  • fazer duas vias da prescrição, para que uma fique com a farmácia, drogaria ou laboratório de manipulação, enquanto a outra permanece com o comprador ou paciente;
  • identificação do médico nas duas vias, com nome completo, número de CRM, endereço e telefone da clínica, consultório ou instituição, além de casos em que é necessário o CNPJ;
  • além do nome ou substância para o tratamento, a prescrição deve conter dosagem ou concentração escritas por extenso, junto da posologia e o tempo de administração;
  • inclusão de data, assinatura e carimbo.

Os dados do estabelecimento de compra do medicamento também são obrigatórios, mas o preenchimento deve ser feito pelo fornecedor, seja farmácia, drogaria ou laboratório de manipulação.

Quais são os medicamentos controlados?

Medicamentos controlados são, em geral, aqueles que podem causar tanto dependência física quanto química, já que vários deles têm substâncias que atuam no sistema nervoso central em sua composição.

Eles são listados pela Anvisa, de acordo com a portaria 344/98, e incluem entorpecentes e psicotrópicos.

A prescrição correta e a adesão ao tratamento são essenciais na medicina, tanto para medicamentos controlados quanto para outros tipos de receita. É isso que garante o sucesso e a melhora do paciente e, por isso, entender como otimizar o atendimento neste momento é tão importante.

Saiba mais sobre receita médica digital e garanta sempre a melhor experiência na sua clínica ou consultório!

Compartilhe em suas redes sociais