A telemedicina superou barreiras geográficas e proporcionou atendimento a pessoas independentemente de distância, assim como foi uma parte da revolução tecnológica durante a pandemia, e esse é um assunto bem conhecido pela comunidade médica.

Por isso, é preciso investigar o que mais difere a telemedicina da prática in loco. Quer conhecer outras vantagens desta aplicação tecnológica da saúde, que podem ser integradas até às atividades presenciais? Confira no artigo!

Quais as vantagens de utilizar a telemedicina no seu consultório?

Além de proporcionar maior segurança em épocas em que o distanciamento social é necessário, a telemedicina leva praticidade. Conheça o que mais a prática da medicina nos meios digitais pode oferecer de vantagens em clínicas e consultórios!

1. Melhora na qualidade do cuidado do paciente

O objetivo dos médicos é promover saúde e, por isso, novos métodos são pesquisados e adotados com frequência.

A Associação Brasileira de Empresas de Telemedicina e Saúde Digital verificou que a telemedicina aumentou muito mais do que apenas o acesso a consultas e serviços médicos, mas também a qualidade do cuidado e os resultados, apontando que 90% dos pacientes elencou o atendimento como bom ou ótimo. Pessoas que foram atendidas dessa maneira contaram com:

  • menor número de internações;
  • menos tempo no hospital;
  • mais envolvimento com os próprios cuidados.

Um estudo realizado pela empresa Philips e o sistema de saúde norte-americano Banner Health constatou que a telemedicina diminuiu em 45% o número de hospitalizações. Resultados melhores são bons para o paciente e também para o consultório, que consegue fidelizar mais pessoas por ser eficiente.

2. Armazenamento em nuvem e maior segurança da informação

O armazenamento em nuvem permite que gravações de atendimento e informações de pacientes sejam acessadas de qualquer lugar e qualquer dispositivo, contanto que haja conexão com a internet, o que permite maior flexibilidade para o médico.

Além disso, plataformas de telemedicina contam com nuvens que criptografam a informação, protegendo todos os dados sensíveis do paciente. Isso torna todo o processo muito mais seguro.

3. Informações integradas

Além de todos os dados ficarem mais seguros, também é possível compartilhá-los entre outras clínicas e consultórios, laboratórios e outras instituições de saúde, caso seja necessário para o tratamento do paciente.

Assim, o diagnóstico e o tratamento ocorrerão mais rapidamente e o paciente terá uma impressão melhor do seu consultório.

Para isso, é importante ter um sistema que comporte todas as informações e conexões de maneira segura e prática. Entenda como escolher um software para clínicas e garanta melhores experiências com o seu atendimento!

Compartilhe em suas redes sociais