A receita médica digital é importante, pois aumenta a precisão, reduz erros de interpretação e agiliza o processo de prescrição. Saber o que é e como funciona é essencial tanto para profissionais de saúde quanto para pacientes.

A receita médica digital representa um avanço significativo na prática médica, transformando a forma como os profissionais de saúde prescrevem medicamentos e como os pacientes acessam sua prescrição digital

Essa inovação consiste em uma versão eletrônica da tradicional receita médica em papel, proporcionando uma série de benefícios tanto para os médicos quanto para os pacientes.

Neste artigo, exploraremos desde o seu funcionamento até as vantagens que oferece. Além disso, discutiremos os requisitos necessários para validar e emitir uma receita médica digital, os tipos de medicamentos que podem ser prescritos por esse meio e forneceremos dicas valiosas para evitar erros durante esse processo.

Boa leitura!

O que é a receita médica digital

A receita médica digital é uma versão eletrônica da tradicional prescrição médica em papel.

Ela é gerada e assinada digitalmente pelo profissional de saúde, permitindo que seja enviada diretamente para a farmácia ou paciente por meio de WhatsApp, mensagem de texto ou e-mail. 

Promove uma comunicação mais eficiente entre médico e farmácia, garantindo um registro preciso do histórico de prescrições do paciente.

Além disso, essa modalidade moderniza e agiliza o processo de prescrever medicamentos, eliminando a necessidade de papel e facilitando o acesso do paciente aos medicamentos prescritos. 

Banner Conclinica teste app

Além disso, pode integrar-se a sistemas de saúde eletrônicos, promovendo uma maior segurança e precisão no acompanhamento do histórico médico do paciente.

Como funciona a receita médica digital

A receita médica digital opera por meio de plataformas ou aplicativos autorizados, como um software médico, permitindo que médicos prescrevam medicamentos de forma eletrônica.

Seguindo as diretrizes legais, é equiparada em validade jurídica à receita impressa, proporcionando conveniência e garantindo a segurança tanto dos pacientes quanto dos profissionais de saúde.

Seu processo geralmente envolve a identificação segura do paciente, seja por meio de autenticação biométrica ou por login seguro. O médico então registra as informações da prescrição, incluindo o medicamento, dosagem e instruções de uso. 

Isso reduz erros de interpretação manual, melhora a acessibilidade e agiliza o processo de obtenção de medicamentos. 

Leia também: Telemedicina: o que é, como funciona e suas principais vantagens

Vantagens da receita médica online

As vantagens da receita médica online são diversas:

Vantagens para médicos:

Eficiência

Simplifica o processo, permitindo que os médicos gerem e assinem digitalmente as receitas em poucos minutos.

Precisão

Reduz o risco de erros de interpretação ou de escrita, garantindo uma prescrição mais precisa e legível.

Acesso remoto

Possibilita que médicos emitam receitas mesmo fora do consultório, facilitando a continuidade do cuidado e a prestação de assistência remota.

Integração com prontuário eletrônico

Permite a integração direta com sistemas de prontuário eletrônico, facilitando o registro e o acompanhamento do histórico médico do paciente.

Segurança

Utiliza tecnologias de criptografia e autenticação para proteger as informações médicas e assegurar a confidencialidade dos dados.

Vantagens para pacientes:

Conveniência

Elimina a necessidade de deslocamento até o consultório médico, permitindo que os pacientes solicitem e recebam as receitas sem sair de casa.

Acesso imediato

Proporciona acesso rápido, que podem ser enviadas diretamente para o paciente, por exemplo, e-mail ou aplicativos de saúde.

Facilidade de compartilhamento

Facilita o compartilhamento das receitas com familiares, cuidadores ou farmácias, simplificando o processo de obtenção dos medicamentos.

Controle

Permite que os pacientes mantenham um registro digital das suas prescrições, facilitando o controle de medicamentos e dosagens.

Economia de tempo

Reduz o tempo de espera na farmácia, uma vez que as receitas digitais podem ser processadas mais rapidamente do que as versões impressas.

Leia também: O que é uma equipe multiprofissional de saúde? Entenda o conceito e sua importância

O que é necessário para validar e emitir a receita médica digital?

Para validar e emitir uma receita médica digital, é necessário seguir alguns passos e requisitos fundamentais:

    • Certificado digital e assinatura digital: O médico deve possuir um certificado digital emitido pela ICP Brasil e uma assinatura digital para validar a autenticidade da prescrição e outros documentos eletrônicos. 
  • Documentação necessária: é necessário preparar todos os documentos necessários, incluindo o RG, CPF, CRM e certificados referentes ao seu consultório médico.
  • Autoridade certificadora: é responsável por emitir os certificados digitais utilizados para validar a identidade do médico e garantir a autenticidade das prescrições médicas digitais.
  • Plataforma de emissão de receitas médicas digitais: utilizar uma plataforma ou sistema de emissão de receitas médicas digitais, geralmente integrado aos sistemas de prontuário eletrônico ou outros sistemas de saúde eletrônicos.
  • Preenchimento dos detalhes da prescrição: o médico preenche os detalhes, incluindo o nome do paciente, os medicamentos prescritos e as dosagens.
  • Conformidade com regulamentações locais: é crucial seguir as regulamentações e padrões locais relacionados à prescrição médica digital, garantindo a conformidade com as leis e requisitos de segurança de dados.
  • Registro preciso: o sistema utilizado deve manter registros precisos de todas as prescrições emitidas, garantindo uma documentação adequada e segura.

Testar Soluções para Gestão de Clínicas e Consultórios por 7 dias Grátis

Para quais medicamentos é possível obter receita online?

É possível obter receita online para os seguintes tipos de medicamentos:

  1. Ansiolíticos: medicamentos para o tratamento da ansiedade.
  2. Antimicrobianos: utilizados para tratar infecções.
  3. Antidepressivos: prescritos para tratar a depressão e outros transtornos.
  4. Anticonvulsivantes: utilizados para prevenir ou reduzir convulsões.
  5. Antipsicóticos: usados no tratamento de transtornos psicóticos.
  6. Controladores de hormônios: medicamentos para regular os níveis hormonais.

Esses são os medicamentos que podem ser prescritos digitalmente de acordo com as regulamentações da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e outros órgãos competentes.

Qual é a diferença entre receita digital e receita digitalizada?

Sim, existe uma diferença entre receita digital e receita digitalizada. A receita digital é uma prescrição médica que é gerada eletronicamente por um médico diretamente em um sistema de saúde eletrônico, utilizando uma plataforma ou software específico para esse fim.

Desde sua origem, a receita digital é totalmente eletrônica e possui mecanismos de segurança, como a assinatura digital do médico, para garantir sua autenticidade e integridade. 

Por outro lado, a receita digitalizada refere-se a uma versão digital de uma receita médica que originalmente foi gerada em papel. Nesse caso, o médico escreve a prescrição em um documento físico, que depois é digitalizado e convertido em formato eletrônico, geralmente em formato de imagem (PDF, por exemplo). 

Leia também: O que é IoT na medicina? Entenda o que significa, seus benefícios e como aplicar na sua clínica ou consultório

8 dicas para evitar erros

Aqui estão algumas dicas para evitar erros na prescrição médica digital:

1. Confira os dados do paciente

Antes de prescrever qualquer medicamento, verifique se os dados do paciente estão corretos, incluindo nome, data de nascimento, alergias e histórico médico.

2. Utilize sistemas de prescrição eletrônica confiáveis

Certifique-se de utilizar plataformas de prescrição médica digital confiáveis e seguras, que tenham medidas de segurança adequadas para proteger as informações dos pacientes e evitar erros e fraudes. 

3. Seja claro e preciso

Ao prescrever medicamentos, seja claro e preciso na descrição do medicamento, incluindo o nome genérico e a dosagem adequada. Evite abreviações que possam levar a interpretações erradas.

4. Verifique interações medicamentosas

Utilize sistemas que possam verificar interações medicamentosas entre os medicamentos prescritos e quaisquer medicamentos que o paciente já esteja tomando, para evitar reações adversas.

5. Confirme a prescrição antes de enviar

Antes de enviar eletronicamente, revise-a cuidadosamente para garantir que todas as informações estejam corretas e completas.

6. Comunique-se com o paciente

Explique claramente os medicamentos prescritos, suas dosagens e quaisquer instruções especiais de uso. Certifique-se de que o paciente entendeu as informações e está ciente de como tomar os medicamentos corretamente.

7. Mantenha-se atualizado

Mantenha-se atualizado sobre novos medicamentos, diretrizes e tecnologias de prescrição médica digital para garantir que você esteja usando as melhores práticas.

8. Tenha um processo de revisão

Estabeleça um processo de revisão das prescrições antes de serem enviadas, onde outra pessoa possa revisar as prescrições para identificar possíveis erros ou problemas.

A adoção da receita médica digital representa um avanço significativo na modernização dos serviços de saúde, proporcionando benefícios tangíveis tanto para os profissionais da área quanto para a experiência do paciente

Ao eliminar falhas de interpretação e agilizar o processo, essa tecnologia eleva a qualidade do atendimento, promovendo uma assistência mais eficaz e segura.

Para integrar essa inovação em sua prática clínica, o Conclínica oferece uma solução completa de software de gestão de clínicas

Com recursos especializados para o prontuário eletrônica, agenda médica online, gestão de pacientes e muito mais, o Conclínica simplifica a rotina dos profissionais de saúde, garantindo uma transição suave para o ambiente digital. 

Não deixe de experimentar hoje mesmo e elevar o padrão de excelência em sua clínica médica!

Compartilhe em suas redes sociais